História

O Colégio de Aplicação é um órgão complementar das atividades ‘fins’ do Instituto Superior de Educação (ISE) da Faculdade Alfredo Nasser, nascido dos esforços dos membros da Associação Aparecidense de Educação (AAE), principalmente da figura de seu Presidente, o Professor Alcides Ribeiro Filho, pioneiro em educação do município de Aparecida de Goiânia.

Conforme o seu primeiro Regimento Escolar, 06 de novembro de 1973 é a data da sua fundação. Com 3 (três) salas de aula, implantou-se a pequena escola que recebeu o nome de Educandário Alfredo Nasser, em homenagem ao ilustre político Alfredo Nasser, que ajudou a construir a História de Goiás.

O desenvolvimento da escola acompanhou, na mesma proporção, o crescimento demográfico do município, o qual recebeu, nos últimos 30 anos, uma população estimada em cerca de 550 mil habitantes.

Durante este tempo, a escola multiplicou-se em espaços físicos, cursos e estudantes, chegando aos anos 2000 com a implantação da Faculdade, centrada na filosofia da qualidade, nos princípios éticos, respeito e integração com a comunidade, comprometimento, participação e competência.

O Educandário Alfredo Nasser, após reformulações de seu Regimento e Projeto Político Pedagógico, tornou-se Colégio de Aplicação Alfredo Nasser, integrado ao Sistema de Educação de Goiás e aprovado pela Portaria SEE nº 9.154 de 15 de Outubro de 2003, o qual interage estreitamente com a comunidade e com todos os cursos da Faculdade, sendo para esta, campo de pesquisa e da qual recebe assistência do corpo administrativo e pedagógico, composto por especialistas, mestres e doutores a serviço da Educação.

A demanda e o Colégio crescem na medida em que se atinge mais qualidade. Nos últimos dois anos, com cerca de 1.000 alunos, atingiu o primeiro lugar no ‘ranking’ das escolas do município de Aparecida de Goiânia que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

A perspectiva do Colégio de Aplicação é estabelecer o aperfeiçoamento institucional por meio de reflexões e análise de objetivos, metas, filosofia e política para possíveis redefinições.

Construir a imagem da Faculdade e do Colégio como Instituições de Excelência, comprometidas com os estudantes, razão de suas existências, é a inquietude registrada em suas histórias, por meio de planejamentos, realização de ações e avaliações permanentes.